quarta-feira, 28 de novembro de 2007

E não é que saiu????

Pronto.
Foi sofrido mais saiu... depois de muito emprestar o computador da Mary, sentar na minha cadeirinha preta perto da escrivaninha, pegar um copo de água, ligar a minha lamparina e ler, escrever copiar e criar coisas baseado nos meus conhecimentos adquiridos ao longo da carreira acadêmica (ahuahuah... a profa. Maria Antonia iria adorar esse pedaço) o meu tcc saiu... e teve 170 páginas! Caraca... nem eu tinha idéia que ele seria desse tamanho... mas também, pensa só, cada vez que eu ia no atendimento com a Dalva, minha super orientadora, ela pedia pra eu acrescentar mais um capítulo, e mais um... e mais um... isso porque eu tomei vários balões no atendimento. Chegava as seis da tarde, e ela pedia pra esperar um pouco... ai as NOVE eu falava que não dava mais e ia embora... exatamente... professora enrolando aluno, já viram isso? rs... pois eu vi! rs..

Mas depois de cápítulos intermináveis com a Dalva e com o TCC ele saiu... uma parte muito triste pra mim foi escrever a dedicatória porque nesse pedaço era mais do que o meu conhecimento que eu estava deixando ali... era um pedaço do meu coração... agradecendo os meus queridos pela torcida, e pelo apoio em todos esses anos...

Dedicatória
Dedico este trabalho aos meus pais, por incentivarem
os meus estudos e por me oferecerem oportunidades
que eles mesmos não tiveram. A vitória também é de vocês.
Aos meus amigos e familiares que me acompanharam
durante todo esse tempo, aos que eu conquistei durante
a minha permanência em Bauru,
e a minha Turma RP 2007. Inesquecíveis!

Ana Lúcia
Agradecimentos

Agradeço a Deus pelo dom da vida, pela misericórdia,
pela graça e pelas oportunidades que sempre me concedeu.

Agradeço aos meus pais Iray e José, e ao meu irmão
Eduardo, pela confiança, pelo amor e pela torcida,
sempre constante.

Agradeço às minhas companheiras de casa,
que me ensinaram que a amizade realmente vale a pena:

À Marina, pelas risadas constantes no sofá que
deixaram meus dias mais alegres, e por me ensinar
a ser mais sensível e chorar por coisas simples,

À Mary pelas conversas na janela, pelas risadas à toa,
e por me ensinar que o carinho e dedicação
ao próximo são essenciais,

E ao (bebê) Marvin, que trouxe alegria
para a nossa casinha na Maria José.

À minha orientadora Dalva, pelo ânimo,
pelo incentivo constante e pela paciência.

E aos meus amigos,
Valfrano, pela companhia, pelos momentos divertidos
e por estar presente sempre,

Willian, pela amizade e pelo carinho que levarei comigo sempre,

Spencer, pela torcida e pelo incentivo
para eu me tornar uma cidadã do mundo.

Nenhum comentário: