segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O bairro da Alfama - Lisboa

ps: Post dedicado especialmente para o Moa...


Alfama é fácil de Amar
2002-2003

Os muçulmanos chamavam-lhe, no século VIII, Al-Alhaman (a fonte) devido aos seus chafarizes que abasteciam Lisboa de água potável. Alfama acabava no mar e numa enorme praia que rodeava Lisboa.No século XIV e XV era um dos bairros onde viviam as minorias religiosas. Ali viviam os Judeus que trabalhavam nos estaleiros navais às portas de Alfama. Actualmente apenas o nome da Rua da Judiaria, uma sombria e melancólica ruela de Alfama, evoca a efémera existência desse bairro judeu.

Abriga os Estudos Gerais no século XV e XVI. Embora ainda restrito em finais do século XV, o número de estudantes justificava a criação deste embrião universitário, que permaneceu na Rua das Escolas Gerais até ser transferido definitivamente para Coimbra no ano de 1537. 
Alfama é uma das zonas de Lisboa que sobreviveu ao Terramoto de 1755, e através dela podemos hoje imaginar como era a cidade nessa época.

No século XIX Alfama possui várias oficinas pequenas relegadas pelo "progresso" para fora da cidade. Neste bairro existem fábricas de curtumes, fábricas de biscoitos, oficinas, matadouros, olarias, recuperação de trapos e papéis usados, de velas e de cera.


Hoje é essencialente um bairro habitacional e histórico da cidade de Lisboa, onde não é difícil perder-se. São becos, ruas, ruelas e vielas que se articulam entre si ligados por lanços de escadas de calçada que vencem os desníveis da encosta.
 
E é neste sobe e desce que se vai avançado à descoberta de um mundo diferente das avenidas cosmopolitas, dos centros comerciais ou das lojas da moda. Caminhando pelas vielas, sente-se outra atmosfera, onde nem o bulício urbano nos perturba, como se este fosse um mundo à parte...um micro-cosmos dentro da europeia Lisboa.



Por entre estas ruas estreitas que exalam cheiros e sabores, tragédias e histórias de amores sente-se o fado. Desgarrado ou vadio, é fácil encontrar algum poiso apetecível por entre tascas ou restaurantes minúsculos que acolhem os apreciadores desta arte tão lusitana.

Esta é Alfama, um bairro a que podemos chamar labiríntico, confuso, aglomerado, policromo, tortuoso, contorcido, cheio de abraços de ruelas e de beijos, arcos, alfurjas, becos, escadarias e planos, serventias e pátios.



Essencialmente este é um bairro tradicional, daqueles em que os vizinhos se conhecem e falam de porta a porta ou de janela a janela...como na época dos muçulmanos ou dos judeus.

Texto Sofia Quintas

Fontes:
"História de Lisboa", Dejanirah Couto, Gótica 2000; Site Lifecooler.

As ruas de Alfama são pequenas, estreitas, cheias de escadas, mas muito charmosas. O encanto da simplicidade é que compõe esse espaço. O som dos fados saindo pelas janelas, junto com as roupas penduradas ao lado de fora das casas, as portas entreabertas, os vizinhos nas ruelas conversando. Tudo charmoso, lindo, e com um encanto totalmente especial...




Além do mais, por entre as ruas se pode encontrar azulejos lindos e desgastados pelo tempo... 
mas que ainda contam uma história, 
que só pode ser vista sem pressa
e com os olhos fechados...
bjs

Ana
Fotos By Ana Lúcia

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O semeador de estrelas...

Existem momentos em nossa vida que, por mais que queiramos,
não conseguimos enxergar o óbvio... 
 O Semeador de Estrelas é uma estátua localizada em Kaunas, Lituânia.

Durante o dia passa despercebida...


... Mas quando a noite chega, a estátua justifica seu nome...


Que possamos  sempre ver além daquilo que está diante de nossos olhos, hoje e sempre!!!

"Às vezes, nossa vida é colocada de cabeça para baixo,
para que possamos aprender a viver de cabeça para cima."

Respeitar a visão do outro, em qualquer aspecto, é uma das maiores virtudes que um ser humano pode ter.
As pessoas são diferentes, agem diferente, e pensam diferente. Nunca julgue. Apenas compreenda...

Lindo né?
Essa é a lição do dia...

bjs

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

O Cabo da Roca - Portugal

Chegando no Cabo da Roca...

  
"Aqui... onde a Terra se acaba e o mar começa..." (Camões)
Ponta mais Ocidental do Continente Europeu...


A vista é maravilhosa... e o vento muiiiiito forte!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

O Palácio da Pena, na cidade de Sintra - Portugal

Sintra é uma pequena cidade, localizada a 35 Km de Lisboa, com 23.000 habitantes, ruas estreitas e antigas e um lindo Palácio para se visitar. O Palácio da Pena é o mais completo exemplo da arquitetura portuguesa do Romantismo. O Palácio remonta a 1839, quando o rei D. Fernando II adquiriu as ruínas do Mosteiro Jerônimo de Nossa Senhora da Pena e iniciou a construção do palacete.  

Como o Palácio é em uma montanha, o acesso até o local é feito por um bondinho e o seu trajeto permite vistas maravilhosas da incrível natureza ao seu redor.
O Bondinho...
À caminho do Palácio...

A vista panorâmica do Palácio da Pena


Detalhes do Palácio






Na varanda da Rainha...





Infelizmente não se pode tirar fotos na parte interna do Palácio, que possui muito conservados os seus móveis e objetos pessoais dos Reis que ali viveram. Tudo é muito interessante e a visita vale muito a Pena!


sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Dicas de Portugal? Ai vai!!!!

Dicas de Lisboa?
Anota ai...

Não deixe de visitar o Castelo de São Jorge. 
Além dele ser lindo, te dá uma visibilidade maravilhosa da cidade toda...

 O Mosteiro dos Jerônimos também é incrível. 
Na frente do Mosteiro tem uma praça linda, com símbolos portugueses e uma fonte enorrrmme!

 Em frente à essa fonte, existe uma Rosa dos Ventos e o mapa mundi... 

 Emocionante ver esses símbolos que representam tanto para a nossa história!
 "Tornou possível a descoberta do Cabo da Boa Esperança..."

 "Aos portugueses que descobriram os caminhos do mar"
 Aproveite as estátuas diferentes da cidade, para tirar fotos!!! rs...
ps: O pior é programar a máquina e em 10 segundos correr, montar na vaca e ainda sorrir...rs...


Descubra Lisboa caminhando... mas não esqueça o seu protetor solar, 
caso contrário, ficará com a marca da sua blusinha como eu fiquei...rs..


 Ande de bondinho! Eles passam por ruas incríveis, e de muita ladeira... 
É uma forma tranquila de conhecer à cidade... 


 No chão de muitos lugares existem poemas e versos escritos!!!  Leia... são lindos...

Aproveite alguns dos muitos doces que as Pastelarias de Lisboa oferecem... 
E não esqueça de provar os Pasteizinhos de Belém...
Esse foi o primeiro deles...rs...



Precisa se hospedar em Lisboa?
SUPER RECOMENDADO o Yes Lisbon Hostel...
Super organizado, galera incrível, infra-estrutura maravilhosa, camas com gavetas e cadeados, banheiro bem dividido e com espaço para trocar de roupas em frente ao chuveiro e muiiiito limpo! Além do mais, paguei 16 Euros por dia!!! E a localização? Uma quadra da Praça do Comércio... isso significa da BOCA de tudo!!! rs... Por 8 euros você janta com a turma do Hostel e tem direito a um prato de caldo (de mandioquinha!!! ), um prato principal e 2 copos de bebida (entre suco, refri, água, cerveja e vinho). Todo mundo senta numa mesma mesa, come junto e é ai que você conhece toda a galera! E de todas as idades...

Essa é a foto do meu quarto de meninas! Eram 3 beliches, com cortina nas camas de baixo, luz direcionada na cama, tomadinha pra celular e uma prateleira pequena.... super bacana!

Quando eu voltar para Lisboa, com certeza ficarei por ali...

Adorei Lisboa!
E você?

quarta-feira, 19 de outubro de 2011