domingo, 31 de março de 2013

"A arte de não adoecer"

Texto bom pra dar uma pensada na vida! 


"A arte de não adoecer"

Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos"

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

Se não quiser adoecer - "Tome decisão"

A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer - "Busque soluções"

Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências"

Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer - "Aceite-se"

A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer - "Confie"

Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

Se não quiser adoecer - "Não viva sempre triste"

O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. "O bom humor nos salva das mãos do doutor". Alegria é saúde e terapia.

Dr. Dráuzio Varella

quarta-feira, 27 de março de 2013

Lolita!

Sabendo que a solidão faz mal para a cabeça e para o corpo, agora tenho a Lolla! Foi tudo muito rápido, mas se não fosse assim  não teria um cachorro. Lolita para os desconhecidos e Lolla para os íntimos. Na verdade, o nome dela deveria ser furacão Catrina.... rs...
 
Ela tem ocupado a minha cabeça e feito xixi na sala! rs... Agora está começando a ficar mais educada, mas quem quiser conhece-la, pode acabar pisando num xixi sem querer...  Acabo limpando tudo mil vezes, mas rindo muito mais e deixando as felicidades mais bobas tomarem conta do meu dia...
 

 
3 meses!
 

domingo, 10 de março de 2013

Desculpa de novo!

Caramba...
Eu deixei o blog, mas pessoas queridas não deixaram, e isso me faz tomar um novo fôlego para voltar. Não só por essas pessoas, mas porque tenho tomado fôlegos novos todos os dias, após as mil reviravoltas que o meu ano de 2013 já teve.

Comprei um carro no final do ano passado, mudei de apartamento e decorei do jeito que eu quis (ficou lindo, óbvio que eu não terminei porque acabou o dinheiro, mas não a boa vontade), fiz 30 anos (caraca!) e fui demitida do emprego! Sim... fui mandada embora sem maiores explicações, e a real é que a minha demissão demorou  5 minutos, após quase 5 anos de trabalho. Fiquei zonza, confusa, e aos poucos a minha cabeça está voltando no lugar. Sabe a sensação que você perdeu o chão e que não sabe fazer mais nada além do que fazia antes?
Foi assim que eu fiquei. Faz um mês que isso aconteceu...

Enfim, nesse mês pensei tantas coisas... minha cabeça tentou achar mil explicações dentre as quais existem e estão ausentes, mas conclui algumas coisas que quero repartir com você:

- O ser humano se acomoda né? Caramba... nem sei se eu estava tão feliz ali, apesar de sentir falta de tanta coisa. Mas acho que se não fosse assim, de uma hora pra outra, talvez nunca saísse dali. E permanecendo ali, as chances de se aprender mais coisas seriam tão pequenas, e parar de aprender já? Não, não, muito obrigada!
- Não estando ali, e nem em nenhum outro lugar, aprendi a conversar mais comigo e a me perguntar o que realmente gosto. Ok... não consegui todas as explicações e respostas ainda, mas consegui começar a combater algumas coisas na minha cabeça e a tentar buscar novas chances, novos horizontes e novos rumos. E isso faz tão bem... ventila a cabeça!
- Dinheiro: sim... isso me preocupa porque tenho contas fixas mensais, e hoje em dia nenhuma renda além do super seguro desemprego que ainda vou começar a receber. E um planejamento financeiro se faz necessário. Ok... sempre gostei muito disso também, e agora ainda mais contando as moedas. Mas é bom... talvez com tudo isso ainda viaje para a Europa no final do ano (oba!)...

Enfim, alguns pensamentos aqui que podem servir para os empregados e os desempregados, porque valem para a vida! Veja se alguma coisa daqui serve pra você e melhore a sua qualidade de vida. Pensamos tanto em trabalho, contas, e mais trabalho, que não conhecemos o nosso vizinho da frente (falando nisso, vou me apresentar nessa semana para eles). A vida passa tão rápido, já fiz trinta, comprei um carro, moro sozinha e estou desempregada! kkkkk... Mas é por pouco tempo, tenho certeza... As boas coisas acompanham as pessoas de boa vontade...

Até mais,