quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Banalização do corpo!

Hoje, um tempo atrás e será de hoje pra frente, o corpo representa muito. Tem que ser magra, tem que ser sarada, tem que não ter celulites, tem que ter tempo pra academia e assim ficar/estar/ser gostosa. Comer PODE... engordar NÃO PODE!  Enfim...modeletes cada vez mais raquíticas, ou mulheres melancias, estúpidas, jacas e moranguinhos, cada vez mais saradas, fortes e monstruosas. Ridículo, mas enfim... não é isso! 

Achei uma super reportagem de uma mulher de fibra! Vale a pena dar uma olhadela... E quando ela não aceitava o seu corpo (porque também não estava fácil devido às circunstancias), olha o cara que ela encontrou uma noite: “Olha, seguinte, tu tem que relaxar garota. Tu é gostosa. É uma mulher. E as marcas são lindas porque mostram sua força. Vão te julgar a vida toda, se tu for gorda/magra, velha ou nova, negra ou branca. Você tem que se livrar do preconceito contra você mesma”. "

Vai lá dar uma olhada, e veja se de tudo, não se tem razão!

"As marcas me levaram a homens melhores, a amigos mais nobres, a trabalhos mais bonitos e a transar de luz acesa. Ah, me obrigaram a realizar meus sonhos e a me respeitar acima de tudo e atrair o respeito para minha vida. Hoje, eu sou feita de corpo, alma, coragem, teimosia e um corpo personalizado como todo o gênero que habita este planeta. Somos todos indivíduos individuais deste universo."

Escrita por Gleyma Lima

Parabéns à essa mulher de aço!

Nenhum comentário: